É tempo de relaxar!

Através da harmonia com a natureza o Centro de Vida Saudável promove um estilo de vida que trata e previne diversas doenças.

Posts Recentes

facebook instagram youtube

setembro 2019

Ansiedade é um termo geral para vários distúrbios que causam nervosismo, medo, apreensão e preocupação. Pessoas que sofrem de distúrbios de ansiedade sentem uma preocupação e medo extremos em situações simples da rotina, além de alguns sintomas físicos, o que atrapalha suas atividades cotidianas, já que eles são difíceis de controlar. Nesse artigo você vai encontrar: que é ansiedade Os sintomas mais comuns Ansiedade versus depressão Causas Principais tratamento Buscando ajuda médica Vamos lá! O que é ansiedade Ansiedade é um distúrbio emocional, causado pelo medo excessivo do futuro. É uma preocupação intensa, excessiva e persistente e medo de situações cotidianas. A ansiedade pode ser normal e é um indicador de doença subjacente somente quando os sentimentos se tornam excessivos, obsessivos e interferirem na vida cotidiana. Por falar em sintomas:   Os sintomas mais comuns A ansiedade e seus transtornos podem causar sintomas tanto mentais quanto físicos, que atrapalham o dia a dia de diversas formas. Veja quais são os principais: Sintomas psicológicos da ansiedade Constante tensão ou nervosismo Sensação de que algo ruim vai acontecer Problemas de concentração Medo constante Descontrole sobre os pensamentos, principalmente dificuldade em esquecer o objeto de tensão Preocupação exagerada em comparação com a realidade Problemas para dormir Irritabilidade Agitação dos braços e pernas. Sintomas físicos da ansiedade Dor ou aperto no peito e aumento das batidas do coração Respiração ofegante ou falta de ar Aumento do suor Tremores nas mãos ou outras partes do corpo Sensação de fraqueza ou cansaço Boca seca Mãos e pés frios ou suados Náusea Tensão muscular Dor de barriga ou diarreia. Ataques de pânico Os ataques de pânico são uma reação comum aos transtornos de ansiedade, principalmente na síndrome do pânico. Suas principais características são: Sensação de nervosismo e pânico incontroláveis Sensação de morte Aumento da respiração Aumento da frequência cardíaca Tonturas e vertigens Problemas gastrointestinais. Em alguns casos, os sintomas físicos são tão intensos que podem ser confundidos com depressão. O que nos leva ao próximo tópico: Ansiedade versus depressão Muitas pessoas acreditam que ansiedade e depressão têm sintomas muito semelhantes, como: Medos Insônia Insegurança Dificuldades de concentração Irritabilidade. Um estudo, que ficou conhecido como Kendell, mostrou que diagnóstico de depressão passa para a ansiedade em 2% dos casos, enquanto os casos de ansiedade se tornam depressão em 24%. Uma explicação para isso é que os pensamentos negativos que o ansioso têm sobre si mesmo podem ser gatilhos para a depressão. Tanto a ansiedade quanto à depressão costumam estar ligadas a disfunção de neurotransmissores chamado

Você sabia que a insônia é muito mais comum entre as pessoas? De acordo com a Associação Brasileira do Sono, de cada três brasileiros, pelo menos um tem insônia distúrbio que se caracteriza pela dificuldade de começar a dormir, manter-se dormindo ou acordar antes do horário desejado. Nesse artigo vamos falar sobre: • que é a insônia • As causas • Sintomas • Tipos de tratamentos • Onde encontrar ajuda O que é Insônia? A insônia é um distúrbio persistente que prejudica a capacidade de uma pessoa adormecer ou, ainda, de permanecer dormindo durante toda a noite. Muitos adultos apresentam insônia em algum momento da vida, mas algumas pessoas têm insônia crônica, que pode perdurar por um período de tempo muito maior do que o normal. A insônia pode ser, ainda, um distúrbio secundário causado por outros motivos, como doença ou uso indevido de medicação. Mas, então o que causa a insônia? As causas As causas mais comuns de insônia são: Estresse Ansiedade Depressão Mudança no ambiente ou horário de trabalho Maus hábitos de sono Medicações Cafeína, nicotina Comer muito tarde Idade Fatores de risco Muitas pessoas podem apresentar um quadro de insônia ocasionalmente. Mas o risco de insônia é maior em: • Pessoas do sexo feminino. As mulheres são muito mais propensas a sofrer de insônia, principalmente por causa de mudanças hormonais durante o ciclo menstrual e na menopausa. • A insônia também é comum com a gravidez. • Pessoas acima dos 60 anos de idade, devido principalmente às alterações nos padrões de sono e a problemas de saúde. • Pessoas com algum distúrbio de saúde mental, como depressão, ansiedade, transtorno bipolar e o transtorno de estresse pós-traumático são mais propensas a apresentar insônia. • Pessoas sob estresse. Fatos estressantes podem causar insônia temporária. Trabalhar à noite ou viajar a trabalho, que envolva trocas frequentes de fuso horário.   Mas, e como detectar se uma pessoa estar com insônia?   Pode parecer óbvia a resposta, mas existem alguns sintomas que não são muito populares, o que faz com que o mesmo não seja levado em consideração numa autoanálise.   Vamos aos sintomas: Sintomas de Insônia Os principais sintomas de insônia podem incluir: Dificuldade para adormecer à noite Despertar durante a noite Despertar muito cedo Não se sentir descansado após uma noite de sono Cansaço ou sonolência diurna Irritabilidade, depressão ou ansiedade Dificuldade para prestar atenção, concentrar-se em tarefas ou se lembrar de alguma coisa importante Aumento do risco de acidentes Dores de cabeça localizadas Problemas gastrointestinais Preocupações contínuas com o sono Uma pessoa com insônia, muitas vezes, pode levar 30 minutos ou mais para adormecer e pode