É tempo de relaxar!

Através da harmonia com a natureza o Centro de Vida Saudável promove um estilo de vida que trata e previne diversas doenças.

Posts Recentes

facebook instagram youtube

fevereiro 2021

Uma boa saúde vai muito além da ausência de doenças e enfermidades. É um estado de completo bem-estar físico e mental. Isso inclui fatores como alimentação e também uma rotina diária de exercícios.   A partir desta definição, dada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), é impossível pensar em melhoria de saúde sem uma visão mais ampla do tema. Diversos outros fatores podem colocar em risco a saúde mental dos indivíduos. Assim, a saúde pode ser definida como bem-estar biopsicossocial-espiritual-ecológico, ou seja: bem-estar físico, psicológico (mental e emocional), social, espiritual (sentido para a vida) e ecológico (ambiental).   A percepção do conceito de qualidade de vida também tem muitos pontos em comum com a definição de saúde. Desse modo, percebe-se a necessidade de analisar o corpo, a mente e até mesmo o contexto social no qual o indivíduo está inserido para conceituar melhor o estado de saúde.   Assim, alguns hábitos bem simples são determinantes para uma vida saudável e equilibrada e podem ajudar a manter o seu bem-estar físico e emocional:   Alimentação saudável Não dá para falar em vida saudável sem mencionar a alimentação, uma vez que hábitos alimentares saudáveis são importantes para a prevenção ou o surgimento de doenças. Isso porque alimentos in natura ou minimamente processados têm a capacidade de fornecer os nutrientes que seu corpo necessita e, assim, promover a manutenção e restauração da saúde do seu organismo. Alimente-se bem. Procure alimentar-se três vezes ao dia. Prefira sempre alimentos naturais e integral, evitando alimentos muito calóricos à noite. Opte por sucos naturais em vez de refrigerantes e sucos industrializados.   Em contrapartida, os alimentos ultraprocessados, em geral, são pobres em nutrientes e ricos em aditivos químicos, calorias, gordura, açúcar e sódio. O maior consumo desses alimentos tem sido associado a uma maior chance de obesidade, câncer, diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares, síndrome do intestino irritável, depressão, condições de fragilidade e mortalidade por todas as causas.   Beba bastante água Se hidrate. Para garantir o bom funcionamento do organismo, devemos ingerir pelo menos dois litros e meio de água por dia.    O total de água existente no corpo dos seres humanos corresponde a 75% do peso na infância e a mais da metade na idade adulta. Ela é a grande responsável pelo transporte de nutrientes, pela regulação das células e de outras funções vitais do organismo. Depois disso, não resta mais nenhuma dúvida sobre a importância da água para a saúde, né?   Tenha contato com a natureza Estabeleça contato com a natureza. Vá à

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE) comprovam que a população está envelhecendo de forma rápida e intensa, e as pessoas acima dos 60 anos, classificadas como da terceira idade, já representam mais de 14% da população total.   A expectativa de vida aumentou consideravelmente nos últimos anos: para as mulheres, a idade média é de 79 anos, enquanto para os homens, 72. É um crescimento que indica melhorias nas condições de vida e saúde da população como um todo.   Essas mudanças trazem inúmeros desafios. É preciso balancear o bem-estar e a independência dessa população, não deixando de dar a atenção e o cuidado necessários à saúde.   A grande maioria dos idosos é portadora de doenças ou disfunções orgânicas, principalmente em condições crônicas, o que não deve significar limitação ou mesmo restrição de sua participação social.   Acompanhamento médico regular e especializado Qualidade de vida não se restringe à saúde, mas, certamente, é um fator de grande importância para a população idosa. Acompanhamento médico regular e especializado com um geriatra ajuda a prevenir possíveis doenças ou disfunções e tratar daquelas já diagnosticadas.   Depois dos 60 anos, o corpo passa por intensas mudanças. E faz parte desse acompanhamento integral ajudar o idoso a entendê-las e saber se adequar às novas necessidades que vão surgindo a cada fase.   Uma boa alimentação é cuidado para todas as fases da vida. Previne doenças e melhora a disposição. Para a saúde do idoso, é ainda mais importante: o corpo tem outro ritmo, os órgãos já não funcionam na mesma velocidade de antes, o nível de água no organismo é menor, assim como muitos hormônios.   Prática de atividades físicas na terceira idade A prática regular de atividades físicas melhora a disposição para as ações cotidianas, ajuda a prevenir e tratar de doenças e pode se tornar um momento de sociabilidade. O leque de possibilidades é amplo e, para escolher o exercício que melhor se adeque à saúde de cada idoso, o acompanhamento médico é essencial.   Os esportes são, quase sempre, os mais procurados: natação, hidroginástica, pilates, musculação, tênis, dentre outros. Mas há, também, opções menos comuns que podem ser tão interessantes quanto, como dança, teatro e circo. Colocam o corpo em movimento e despertam as expressões artísticas.   Falar em cuidado integral do corpo é lembrar que a mente é parte fundamental nessa história. Acompanhamento psicológico e psiquiátrico são essenciais no processo de aceitação e independência dessa fase da vida.   Importância da família e dos laços sociais É inegável a importância

Muita gente não abre mão do seu jogo de futebol com os amigos ou daquele vôleizinho de praia no final de semana. Porém, apesar de serem atividades agradáveis e benéficas, os atletas casuais correm muito mais riscos de sofrerem lesões, seja você um atleta profissional ou não.   Geralmente, os corpos não estão adaptados para aquele tipo de esforço e, muitas vezes, um giro mais forte ou um pulo mal dado viram lesões musculares, ligamentares e até fraturas.   Mas existem maneiras de reduzir esses riscos e de conseguir se divertir com segurança. Tomando os cuidados certos até os atletas de fim de semana poderão fazer os seus pontos e os seus gols sem medo.   Quer descobrir quais são? Nesse artigo, vamos mostrar para vocês algumas dicas que você deve levar em consideração ao praticar qualquer atividade física, seja você um atleta profissional, ou não. Então continue a leitura!   4 Cuidados que todo atleta deve ter com a saúde   1- Marque uma consulta com seu médico Primeiro e mais importante de tudo, especialmente se você é um atleta de final de semana, faça um check-up! Isso é essencial. O ideal é buscar por um cardiologista e por um ortopedista para fazer uma avaliação dos seus sistemas cardiorrespiratório e ortopédico.   Dessa forma, você poderá praticar os seus exercícios com maior segurança e evitar lesões que podem ser limitantes, dolorosas, permanentes ou irreversíveis! É melhor prevenir.   2- Faça pequenos aquecimentos É muito importante aquecer antes de começar as suas atividades físicas. Isso eleva a temperatura corporal e deixa o seu músculo mais preparado para o que for exigido dele.   A melhor notícia é que você nem precisa fazer durante muito tempo, bastando executá-lo corretamente. Dependendo da atividade que for realizar e do seu preparo, cinco a dez minutos serão suficientes.   Comece de maneira lenta e vá acelerando ao poucos, gradualmente. Uma leve caminhada por alguns minutos, seguida de um ritmo mais acelerado como o trote é um bom início! Polichinelos são indicados também.   O próximo passo seria fazer movimentos que simulem o que você vai jogar: se é futebol, faça arranques e giros, chute a bola. Se é vôlei, treine manchetes e cortadas. Isso vale para qualquer esporte.   3- Pratique alongamentos Muita gente contesta a importância do alongamento antes da atividade física, mas fato é que ser flexível previne diversos tipos de dores e de lesões. Uma boa elasticidade faz com que os seus tendões, os seus músculos e os seus ligamentos tenham chances menores de lesão, além