É tempo de relaxar!

Através da harmonia com a natureza o Centro de Vida Saudável promove um estilo de vida que trata e previne diversas doenças.

Posts Recentes

facebook instagram youtube

abril 2022

O que é e como tratar a compulsão alimentar Para quem se alimenta de forma exagerada com frequência, é comum se apoiar em algumas tradicionais desculpas, como “é fim de ano, eu mereço!”, “é só neste feriadão”, ou ainda “vou me esbaldar no fim de semana, mas na segunda-feira começo o regime”. No entanto, é importante ficar atento. Isso porque comer demais, esporadicamente, não é considerado um problema. Porém, quando vira um hábito, pode sair de um controle saudável, causando dependência de excesso de comida. É o chamado Transtorno da Compulsão Alimentar Periódica (TCAP), nome técnico da compulsão alimentar, um tipo de transtorno mental caracterizado pelo consumo exagerado de alimentos. Uma pessoa que tem compulsão alimentar, geralmente apresenta alguns destes sinais: Come rápido demais; Alimenta-se mesmo não estando com fome; Continua comendo mesmo quando está saciada; Come alimentos considerados “estranhos”, como arroz cru; Come escondido de outras pessoas; Pode ter problemas afetivos e propensão a outros vícios; Fica triste e se sentindo culpada por comer demais; Sente-se infeliz com a própria imagem. A perda do controle do que e de quanto se está comendo gera diversos problemas de saúde, entre eles a obesidade. Mesmo que o TCAP não esteja presente apenas em pessoas com sobrepeso e obesidade, é bastante comum nesses grupos e, inclusive, costuma ter relação com candidatos à cirurgia bariátrica. Uma revisão de 21 estudos sobre o tema, feita por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), levantou a prevalência da compulsão alimentar nas populações bariátricas entre 2% a 53%. Isso sem falar nos transtornos mentais como depressão, abuso de substâncias químicas, transtornos de personalidade e dificuldade com a autoestima. Além da obesidade e dos distúrbios mentais, o a ingestão de grande quantidade de alimentos em um curto espaço de tempo, especialmente de alimentos calóricos, pode levar ou agravar outros males, como cálculo renal, hipertensão, diabetes tipo 2, apneia do sono, diminuição da capacidade respiratória e gastrite. Também pode gerar infertilidade e levar a outros distúrbios alimentares ainda mais graves como bulimia e anorexia. Possíveis causas A compulsão alimentar pode ser desencadeada por crises de ansiedade, problemas hormonais, dietas muito restritivas ou após eventos traumáticos, como a perda de ente querido. O diagnóstico de TCAP é feito de forma clínica após uma avaliação médica. O tratamento indicado varia de acordo com cada caso e pode aliar alguns recursos como a psicoterapia, indicação de grupos de autoajuda ou de programas de redução de peso e, em casos

Como cuidar bem da pele? Apesar do envelhecimento da pele ser um processo natural do nosso corpo, assim como de todo o restante do nosso organismo, uma pele desidratada pode colocar a nossa idade “em xeque” e proporcionar um aspecto muito mais envelhecido e cansado. No entanto, o que talvez poucos saibam é que a falta da hidratação traz prejuízos para o maior órgão do nosso corpo que não se restringem à questão estética. Além do ressecamento e possibilidade de criação de escamas, a pele desidratada fica suscetível a irritações, infecções e diversos outros problemas. Pois hidrate suas ideias e veja como a prática da hidratação é importante tanto para mulheres quanto para homens e em qualquer momento da vida. A importância da pele para a saúde Hidratar a pele não é uma questão de vaidade. Tão pouco frescura. É um cuidado de saúde como qualquer outro, afinal, a pele é o grande escudo do nosso corpo e está constantemente em contato com o ambiente, exposta aos mais diversos fenômenos, como frio e calor, sol, vento, entre outros. A pele tem um papel chave na prevenção de invasões parasitas, impedir o excesso de evaporação da água, regular a temperatura do nosso corpo, proteger contra radiação e ainda produzir a vitamina D, obtida a partir da exposição adequada ao Sol. Uma hidratação de pele apropriada evita efeitos indesejados como descamação, coceira e aspereza, que são características de ressecamento. Segundo informações do site da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a hidratação adequada da pele previne possíveis irritações, ameniza o aspecto esbranquiçado, melhora a textura, e o mais importante: protege a pele dos agentes externos como poluição, uso de água muito quente ou fria, e aspectos ambientais e alimentares. Como deve ser feita a hidratação? A hidratação da pele ocorre por meio de uma combinação de práticas, como uso de determinados produtos, bons hábitos alimentares, ingestão correta de água, entre outros. No caso dos cosméticos, até mesmo alguns coadjuvantes têm sua importância. De acordo com a SBD, mesmo que algumas maquiagens e filtros solares não tenham a função específica de hidratar a pele, determinados produtos podem auxiliar para esse fim. Ou seja, os segredos para uma pele saudável estão a um alcance mais próximo do que se imagina, por meio de cuidados diários. Confira: Beba bastante água Entre os cuidados específicos com a derme, é essencial a ingestão regular de água para ajudar na manutenção e bom funcionamento do organismo. Em geral, é indicado o