É tempo de relaxar!

Através da harmonia com a natureza o Centro de Vida Saudável promove um estilo de vida que trata e previne diversas doenças.

Posts Recentes

facebook instagram youtube

CEVISA

Como Cuidar Da Imunidade Das Crianças

Como a imunidade das crianças ainda está em desenvolvimento (sistema imune imaturo), as infecções costumam ser frequentes, ainda mais com o contato diário com outras crianças. Sendo assim, não é possível se prevenir completamente.

 

O sistema imunológico é um sistema complexo, responsável principalmente por nos proteger contra infecções, mas também contra tumores e doenças autoimunes.  Está em constante combate aos agentes de infecção, como vírus, bactérias, fungos, dentre outros, impedindo o adoecimento.

 

É importante entender que, na faixa etária infantil, o sistema imunológico amadurece gradualmente desde o nascimento até a adolescência, o que explica as muitas infecções a que as crianças estão sujeitas.

 

Quando o bebê nasce, suas defesas são imaturas. Ele se beneficia dos anticorpos maternos que atravessaram a barreira da placenta e dos anticorpos e outras substâncias de defesa presentes no leite materno. Mas, atenção! Cuidados especiais são necessários, como vacinação, evitar exposição a aglomerações e a pessoas doentes.

 

Após os seis meses de idade, a defesa contra bactérias vai amadurecendo. Por outro lado, é comum vermos crianças com diversos resfriados e outras doenças virais. Isso é inerente da idade, quando os anticorpos que o bebê ganhou dentro do útero vão diminuindo. Crianças dos 6 meses aos 5 anos de idade, podem ter até 1 infecção viral ao mês a depender do contato com outras crianças, seja em casa ou na escola ou creche. Após os 5 anos de idade, essas infecções virais diminuem e as infecções bacterianas são raras.

 

Para o sistema imunológico funcionar adequadamente existem vários fatores, como: genética, meio ambiente, fatores metabólicos, fisiológicos, anatômicos e do próprio agente agressor.

 

Desta forma, os hábitos saudáveis influenciam na manutenção do equilíbrio do corpo para o combate às infecções.

 

Reforçando a imunidade das crianças

 

1) Proporcionar uma alimentação saudável para as crianças com consumo de frutas, vegetais, castanhas, grãos integrais e feijões. Evitar guloseimas, alimentos açucarados, processados e industrializados. Incentivar a ingestão de água.

 

2) Amamentar o bebê exclusivamente com leite materno até o sexto mês de vida e mantê-lo junto com as refeições do sexto mês até pelo menos os 2 anos de idade.

 

3) Garantir um ambiente tranquilo e escuro para o sono da noite, bem como estabelecer os horários de dormir e acordar.

 

4) Proporcionar atividades físicas, brincadeiras, de preferência com ar fresco e luz solar. As atividades físicas e a vitamina D têm um importante papel na modulação do sistema imunológico.

 

5) Manter a casa arejada e higienizada, assim como o asseio corporal das crianças, higiene bucal, lavagem das mãos antes e após o uso do banheiro e antes das refeições. Se for tossir ou espirrar, usar o braço ou lenços descartáveis.

 

6) Manter o acompanhamento periódico com pediatra e seguir as recomendações médicas de vacinação.

 

7) Estar aberto para um momento de conversa com as crianças. Elas precisam expressar seus medos, dúvidas e dificuldades. Evitar exposição excessiva à mídia e notícias. É melhor que os pais expliquem de forma simples o que está acontecendo e tranquilizar as crianças de que isso vai passar! De que temos um Deus ao nosso lado e podemos confiar em Seu cuidado.

 

O que deve evitar com relação à imunidade das crianças

É muito comum os pais medicarem seus filhos por conta própria, o que é considerado um erro grave, segundo especialistas.

 

Uso de antibióticos em excesso, assim como alimentos muito processados, também devem ser evitados, pois desequilibram a microbiota da criança e, consequentemente, facilitam a entrada de agentes infecciosos que causam doenças.

 

Além disso, muitos pais são contra as vacinas, mesmo já existem comprovações científicas de que protegem as crianças de infecções graves. Este é outro erro grosseiro. 

 

A vacinação em dia é essencial para a imunidade infantil. Caso a criança apresente infecções recorrentes por déficit na imunidade, deve-se cuidar não apenas do reforço da imunidade mas também tratar as doenças com medicamentos que estimulem as defesas do organismo.

 

Para maiores dúvidas contato um médico especialista – pediatra. No Centro Médico CEVISA temos a disposição para agendamento, é só entrar em contato com nossa equipe clicando aqui.

Deixe um Comentário