É tempo de relaxar!

Através da harmonia com a natureza o Centro de Vida Saudável promove um estilo de vida que trata e previne diversas doenças.

Posts Recentes

facebook instagram youtube

CEVISA

Saúde Como Bem-Estar Físico E Mental

Uma boa saúde vai muito além da ausência de doenças e enfermidades. É um estado de completo bem-estar físico e mental. Isso inclui fatores como alimentação e também uma rotina diária de exercícios.

 

A partir desta definição, dada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), é impossível pensar em melhoria de saúde sem uma visão mais ampla do tema. Diversos outros fatores podem colocar em risco a saúde mental dos indivíduos. Assim, a saúde pode ser definida como bem-estar biopsicossocial-espiritual-ecológico, ou seja: bem-estar físico, psicológico (mental e emocional), social, espiritual (sentido para a vida) e ecológico (ambiental).

 

A percepção do conceito de qualidade de vida também tem muitos pontos em comum com a definição de saúde. Desse modo, percebe-se a necessidade de analisar o corpo, a mente e até mesmo o contexto social no qual o indivíduo está inserido para conceituar melhor o estado de saúde.

 

Assim, alguns hábitos bem simples são determinantes para uma vida saudável e equilibrada e podem ajudar a manter o seu bem-estar físico e emocional:

 

Alimentação saudável

Não dá para falar em vida saudável sem mencionar a alimentação, uma vez que hábitos alimentares saudáveis são importantes para a prevenção ou o surgimento de doenças. Isso porque alimentos in natura ou minimamente processados têm a capacidade de fornecer os nutrientes que seu corpo necessita e, assim, promover a manutenção e restauração da saúde do seu organismo.

Alimente-se bem. Procure alimentar-se três vezes ao dia. Prefira sempre alimentos naturais e integral, evitando alimentos muito calóricos à noite. Opte por sucos naturais em vez de refrigerantes e sucos industrializados.

 

Em contrapartida, os alimentos ultraprocessados, em geral, são pobres em nutrientes e ricos em aditivos químicos, calorias, gordura, açúcar e sódio. O maior consumo desses alimentos tem sido associado a uma maior chance de obesidade, câncer, diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares, síndrome do intestino irritável, depressão, condições de fragilidade e mortalidade por todas as causas.

 

Beba bastante água

Se hidrate. Para garantir o bom funcionamento do organismo, devemos ingerir pelo menos dois litros e meio de água por dia. 

 

O total de água existente no corpo dos seres humanos corresponde a 75% do peso na infância e a mais da metade na idade adulta. Ela é a grande responsável pelo transporte de nutrientes, pela regulação das células e de outras funções vitais do organismo. Depois disso, não resta mais nenhuma dúvida sobre a importância da água para a saúde, né?

 

Tenha contato com a natureza

Estabeleça contato com a natureza. Vá à praia, tome um banho de cachoeira, reserve um tempo para passear em áreas verdes. A harmonia com a natureza é fundamental para o seu equilíbrio emocional.

 

Tenha uma rotina de exercícios físicos

Você sabia que uma vida fisicamente ativa promove benefícios tanto na prevenção quanto no tratamento de diversas doenças, inclusive o câncer? A prática de atividade física deve ser incentivada em todos os momentos da vida, pois traz muitos benefícios para a saúde.

 

Quanto antes você iniciar melhor. Você pode fazer atividade física no seu tempo livre, enquanto se desloca a pé ou de bicicleta, no seu trabalho ou nos estudos e até mesmo nas tarefas domésticas.

 

Movimente-se. Inclua alguma atividade física na sua rotina. Escolher alguma atividade com a qual você se identifique. Os exercícios melhoram o condicionamento físico e proporcionam uma sensação de bem-estar e disposição.

 

Lembra de quando falamos sobre bem-estar físico e emocional como parte do conceito de saúde? A prática regular de atividade física é um dos passos para alcançar as duas coisas. Isso porque as atividades físicas aumentam a liberação dos neurotransmissores ligados ao humor: a serotonina e a endorfina.

 

Nesse sentido, colocar o corpo em movimento ajuda a melhorar o humor, os sintomas da ansiedade, os quadros de depressão e estresse. Além disso, a atividade física protege e melhora o sistema imunológico, fortalece os ossos e músculos, evita problemas nas articulações, melhora a flexibilidade, a capacidade funcional.

 

Durma bem

Um outro benefício importante para a saúde, que também é proporcionado por uma vida fisicamente ativa, é a qualidade do sono. Essa parcela de horas que tiramos à noite para dormir são muito preciosas para a reparação do nosso organismo.

 

É durante o sono que recuperamos tudo aquilo que foi gasto durante o dia. Nesse sentido, a saúde tem tudo a ver com uma noite bem dormida!

 

Durma bem. Uma boa noite de sono, além de recarregar as energias, é fundamental para o bom funcionamento do corpo e da mente.

 

Mantenha um contato social

Por falar em saúde mental, nada impacta mais nesse aspecto que o convívio social. O ser humano é sociável por natureza, então estreitar laços e desenvolver um vínculo afetivo é muito importante para manter a mente saudável!

 

Nesse período de pandemia, esse é o aspecto que tem sido mais prejudicado pelo distanciamento social proposto. Não à toa, ficar em casa tem sido extremamente estressante e fonte de ansiedade para muitas pessoas. Mas existem maneiras de driblar isso!

 

Mais do que nunca, as tecnologias podem ser aliadas quando o assunto é aproximar as pessoas. Mas às vezes nem é preciso ir muito longe! Estar mais próximo das pessoas que convivem em casa também pode ser uma excelente fonte de bem-estar e socialização. O período mais em casa pode até facilitar nesse sentido, uma vez que os membros estão mais tempo juntos.

 

Se cuide!

Mas tão importante quanto o relacionamento com outras pessoas é o relacionamento com nós mesmos. E a nossa saúde mental também está diretamente ligada a satisfação interior. Nesse sentido, o primeiro passo para desenvolver tanto uma boa autoestima quanto o amor próprio é o autoconhecimento.

 

Conhecer as próprias limitações, forças e fraquezas ajuda a lidar e conviver com as sensações adversas que nos afetam. O amor próprio é um exercício diário e constante, que passa pela aceitação e reconciliação com você mesmo. Afinal, se você não consegue estar bem consigo, possivelmente isso impactará em outras áreas da vida.

 

Fonte: OMS, Ministério da Saúde & Saúde Brasil

Deixe um Comentário