É tempo de relaxar!

Através da harmonia com a natureza o Centro de Vida Saudável promove um estilo de vida que trata e previne diversas doenças.

Posts Recentes

facebook instagram youtube

saúde e bem-estar Tag

Natal e virada de ano são datas comemorativas que se tem por tradição muita comida e bebida, ou seja, muito sódio, açúcar. Para não ter que abrir mão de nenhum alimento ou drink o ideal é evitar exageros.   Mas, e se houve exageros, como cuidar do corpo? O excesso pode causar inchaço e desidratar a pele. Por isso, separamos algumas dicas de alguns cuidados que você deve ter com seu corpo após essas comemorações.   Vamos lá!   1) Beba bastante água Se existe uma dica para dar sobre cuidados com o corpo, com certeza é beber muita água. A água é essencial para manter o corpo em um ótimo funcionamento, além de ajudar a reduzir o inchaço e repor os liquidos perdidos depois de alguns drinks.   2) Aposte em chás Conhecido por suas propriedades antioxidantes, a bebida oferece uma série de benefícios para nosso organismo, além de deixar a pele mais hidratada.   3) Invista em uma alimentação saudável Já que houve exageros no Natal e ano novo, nada melhor do que voltar a se alimentar bem, de forma saudável. É hora de evitar laticínios, carne vermelha, cafeína e álcool. Procure acrescentar mais vegetais, legumes e frutas nas refeições, como couve, brócolis, folhas verde-escuras, frutas vermelhas e abacaxi.   4) Durma bem É normal passar um pouco da hora de dormir durante as festas de final de ano, e para se recuperar é necessário regular o sono. Dormir bem ajuda a normalizar o funcionamento do organismo.   De acordo com os especialistas, excessos gastronômicos além de engordar, podem causar desconforto abdominal, dor de cabeça, dor no estômago, inchaço, gases e cansaço.   Por isso, evite exageros, e cuide bem de você!

A diabetes acontece porque o pâncreas não é capaz de produzir insulina em quantidade suficiente para suprir as necessidades do organismo, ou porque este hormônio não é capaz de agir de maneira adequada (resistência à insulina).   Existem alguns questionamentos sobre a diabetes. Muitas pessoas possuem diversas dúvidas a respeito do que se trata a doença, como ela surge, se tem cura, como prevenir, enfim, a lista é longa. Por isso, separamos algumas das principais perguntas sobre esse assunto.   Mas, primeiro precisamos entender o que é diabetes?   O que é diabetes? Diabetes é uma doença causada pela produção insuficiente ou má absorção de insulina, hormônio que regula a glicose no sangue e garante energia para o organismo.   A insulina é um hormônio que tem a função de quebrar as moléculas de glicose(açúcar) transformando-a em energia para manutenção das células do nosso organismo.   O diabetes pode causar o aumento da glicemia e as altas taxas podem levar a complicações no coração, nas artérias, nos olhos, nos rins e nos nervos. Em casos mais graves, o diabetes pode levar à morte.   De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, existem atualmente, no Brasil, mais de 13 milhões de pessoas vivendo com a doença, o que representa 6,9% da população nacional.   Agora sim, vamos as perguntas:   1) Existem restrições à prática de exercícios para pessoas com diabetes? Não há restrições, desde que o diabetes esteja controlado. A atividade física libera catecolaminas que são hiperglicemiantes, de modo que se tiver com glicemia elevada, a tendência é aumentar mais ainda.   2) Como devo fazer para receber os medicamentos grátis, pelo SUS, como insulina e fitas. A lei federal de n° 11.347 (assinada em 27 de setembro de 2006 pelo Presidente da República) está em vigor e determina que os pacientes com diabetes recebam, gratuitamente, do Sistema Único de Saúde - SUS, os medicamentos necessários para o tratamento, assim como os materiais exigidos para a sua aplicação e a monitoração da glicemia capilar. O texto da lei afirma que, para ter este direito, é preciso estar inscrito em algum programa de educação especial em diabetes.   Na prática, a pessoa precisa ir ao posto de saúde mais próximo de sua residência, e cadastrar-se como paciente com diabetes do SUS ou do Sistema de Informação em Hipertensão e Diabetes (Hiperdia). No mesmo local, deve-se pedir pelos medicamentos necessários ao tratamento, prescritos pelo médico responsável em uma receita que será ali apresentada.   Caso não seja plenamente atendido, paciente deverá relatar o caso à ouvidoria

A Saúde Emocional é o bem-estar emocional. Equilíbrio entre estímulos, ambiente, herança genética e nossa própria postura. E como perceber se estamos com nossa saúde emocional prejudicada? Quais os sinais? Como buscar ajuda? Nesse artigo você vai encontrar: O que é saúde emocional Saúde emocional e depressão 6 Dicas para cuidar da sua saúde emocional   Vamos lá? O que é saúde emocional Você com certeza já viu alguém com uma capacidade de superação exemplar. Que perdeu alguém que amava muito, mas se manteve firme. Que passou por um diagnóstico de doença grave com positividade e os dois pés no chão. Sim saúde emocional não é ignorar que as vezes a vida é difícil.   Saúde emocional é entender que apesar dos problemas, você continua, o coração ainda vai pulsar, e ainda vai vir mais um dia. Saúde emocional e depressão Enquanto essas pessoas conseguem encontrar a resiliência de passar por momentos difíceis sem comprometer outras partes da vida, outras pessoas não conseguem. Se entregam, desistem de si mesmas e da vida. Dados do DATASUS revelam que mortes relacionadas a depressão  cresceram mais de 700%  em 16 anos. Depressão é uma doença grave, que tira a vontade de viver e pode até matar.   Não é só coisa da sua cabeça. As emoções influenciam muito mais que apenas seus pensamentos. Elas influenciam sua imunidade, longevidade, seu fluxo sanguíneo e até seu peso. Emoções descontroladas colocam sua saúde em risco, levando a compulsões e desencorajam bons hábitos.   6 Dicas para cuidar da sua saúde emocional Seja positivo. Permitir as emoções ruins serem expressadas de uma maneira saudável. Entenda que faz parte da sua experiência como ser humano não estar sempre feliz, mas que para lidar com a tristeza é preciso desabafar com pessoas de maturidade e confiança. Manter a positividade é entender que você pode aprender alguma coisa com o que está acontecendo, e que isso vai te fazer uma pessoa melhor, é acreditar que virão coisas boas. Não é pensar que nada deu, nem nunca vai dar certo

Você é do tipo de pessoa que tem histórico familiar de diabetes e, gostaria de saber mais sobre o assunto e se prevenir? Então está no lugar certo. Descubra o que é diabetes, quais são seus tipos e como uma dieta saudável pode, de certo modo, impedir o seu aparecimento. Grande parte dos alimentos que consumimos é transformado pelo nosso organismo em glicose, que é transportada no sangue até as células, onde será usada como fonte de energia. Portanto, o surgimento de diabetes se deve ao alto nível de açúcar na corrente sanguínea. De tal forma que, o cansaço, perda de peso, sede, necessidade frequente de urinar e visão turva seriam alguns dos sintomas de diabetes. Com o tempo, essas manifestações podem levar a problemas mais sérios, se não houver um tratamento. Antes de falarmos sobre os benefícios de uma dieta saudável para a prevenção de diabetes, é preciso compreender: O que é diabetes? Conhecida cientificamente como Diabetes Mellitus, é uma doença que tem como característica a elevação da glicose no sangue. Pode ocorrer devido às falhas na ação do hormônio insulina, produzido no pâncreas pelas chamadas células beta. A principal função da insulina é possibilitar a passagem de glicose para as células, suprindo as necessidades do organismo. Portanto, a diabetes acontece quando há falta, ou irregularidade desse hormônio, resultando em um acúmulo de glicose no sangue, mais conhecido como hiperglicemia. Tipos de diabetes O pâncreas é um órgão que produz hormônios importantes para o sistema digestivo e está localizado atrás do estômago. É o responsável pela produção de insulina, quando o nível de açúcar no sangue sobe. Em certas pessoas o sistema imunológico agride incorretamente as células beta, resultando assim pouca, ou nenhuma liberação de insulina para o corpo. Esse é um processo que caracteriza a diabetes tipo 1, que é geralmente diagnosticado na infância e adolescência. Diabetes tipo 2 existe a produção de insulina, porém a sua ação é dificultada, caracterizando um quadro de resistência insulínica. O pâncreas aumenta o nível de produção de insulina para tentar manter o nível de glicose normal. Quando isso não é possível surge a diabetes tipo 2. Em resumo, existem também outros tipos de diabetes como, Diabetes Latente Autoimune do Adulto (LADA), termo dado para pessoas diagnosticadas com o tipo 2 que desenvolvem um processo autoimune, perdendo células beta do pâncreas. Há também diabetes gestacional, uma condição temporária que acontece durante a gravidez. Como uma dieta saudável pode ajudar na prevenção de diabetes? A prevenção da diabetes, para quem

Open chat
Em que podemos ajudar?